Campanha da ABRAFESC faz primeiras doações em apoio ao RS

As primeiras doações da campanha da ABRAFESC em prol do RS começaram a ser feitas. Após criteriosa seleção da comissão de Gestão, Acompanhamento e Fiscalização, parte dos mais de R$ 300 mil já arrecadados foi destinada para a compra de placas de tatame para o alojamento provisório da Fundação Pão dos Pobres, entidade com 128 anos de tradição que atende 1.400 crianças e jovens. Outra parte foi para o QG Solidário que está produzindo, diariamente, mais de duas mil marmitas que são entregues em abrigos da região metropolitana de Porto Alegre (RS), iniciativa do complexo que une o Restaurante O Grão e o Raphaelli Hair Therapy. Ainda no apoio à alimentação, principalmente de pessoas que estão desalojadas ou em abrigos, a campanha da ABRAFESC também destinou recursos para a Sociedade Solidaria RS, grupo que está trabalhando na produção e distribuição de cerca de 750 marmitas também na região metropolitana. Há mais de um ano, a organização já trabalhava na linha de frente com moradores de rua e famílias em situação de extrema vulnerabilidade.Antes da Comissão tomar essa primeira decisão sobre a destinação dos recursos, o diretor da ABRAFESC, Northon Menegon, acompanhou de perto o trabalho das duas iniciativas que estão organizando o preparo e entrega dos alimentos. “Estive visitando a Sociedade Solidária, tendo como responsável o Elvis Feijó. Eles estão trabalhando em um salão de festas de um prédio residencial cedido ao grupo por moradores integrantes da organização. O grupo é formado por 35 voluntários que trabalham em dois turnos”, atesta Northon. Um dos voluntários do QG do Restaurante O Grão também é do setor de fomento comercial e explica que a estrutura montada conta com o apoio de outros restaurantes e empresas da região. “Tem toda uma equipe envolvida, é uma corrente de gente engajada para levar um pouquinho de conforto para essas famílias que estão desabrigadas e desamparadas”, comenta o empresário Edgar Way, da Seja FIDC, um dos voluntários do QG do Restaurante O Grão.

 

Já a Fundação Pão dos Pobres trabalha no acolhimento de crianças e adolescentes, além de prestar ensino profissionalizante a jovens, há mais de 100 anos. Todas as instalações da instituição foram inundadas e as crianças e adolescentes que moram na Fundação estão em um abrigo provisório onde devem ficar pelos próximos 60 dias. Entre diversas necessidades, a Instituição indicou a necessidade de compra de tatames onde serão posicionados os colchões de modo a garantir conforto térmico diante do frio.

Para o presidente da ABRAFESC e do SINFAC-SP, Hamilton de Brito Jr., a união da classe em prol das vítimas do RS tem sido emocionante e a dedicação dos membros da Comissão essencial para dar transparência à Campanha. “Dentro da Comissão, decidimos fazer as doações também para iniciativas menores, mas que estão causando grande impacto sociais e atingindo diretamente muitas pessoas. Por meio do nosso diretor que mora em Porto Alegre, visitamos os locais para assegurar a idoneidade e o uso correto dos recursos”, comenta Hamilton. Ele lembra que a expertise do fomento comercial em checagens e análise de riscos também tem ajudado a nortear as decisões. “No nosso negócio a gente aprendeu que temos que mitigar riscos. Então, quanto mais a gente pulverizar a distribuição dos recursos que recebemos, maiores são as chances de chegar no destinatário final”, avalia.

Nas próximas semanas, a Comissão vai avaliar novas destinações para os valores em saldo. A princípio, o foco está em necessidades imediatas como alimentação e abrigo. Havendo caixa, a Campanha também poderá contribuir com a fase de reconstrução do Rio Grande do Sul que teve 464 municípios atingidos e mais de dois milhões de pessoas afetadas pelas fortes enchentes, de acordo com boletim de hoje da Defesa Civil.

Sede da Fundação Pão dos Pobres alagada em imagem de reportagem da Zero Hora

Distribuição de refeições feita diariament pela Sociedade Solidaria RS foi acompanhada pelo diretor da ABRAFESC, Northon Menegon

Entrega de tatames doados pela Campanha da ABRAFESC à Fundação Pão dos Pobres


QG Solidario organizado pelo Restaurante O Grão, de Porto de Alegre (RS)

 

Sobre a Campanha

A Campanha da ABRAFESC recebe doações de pessoas físicas e jurídicas por meio do Pix  apoiors@abrafesc.com.br. A conta BMP foi aberta exclusivamente para esta finalidade e a Associação criou uma Comissão de Gestão, Acompanhamento e Fiscalização (abaixo), composta por empresários do setor de fomento do RS, além de diretores e membros do conselho fiscal da ABRAFESC. O objetivo da Comissão é garantir a transparência do uso do recurso que será integralmente empregado no suporte ao estado e à população riograndense, grande parte dela sem casa, alimentos, água e infraestrutura básica. As informações sobre a campanha estarão disponíveis no site da ABRAFESC. Também será possível acompanhar cada etapa do trabalho por meio das redes sociais da associação, em @abrafesc.

PIX EM APOIO AO RIO GRANDE DO SUL

apoiors@abrafesc.com.br

Membros da Comissão de Gestão, Acompanhamento e Fiscalização:

Empresários do RS

  • Carlos Izkovitz, JPI FIDC, de Pelotas (RS)
  • Carlos Smith, Hampton FIDC, de Porto Alegre (RS)
  • Edgar Wey, Seja FIDC, de Porto Alegre (RS)
  • Eduardo Vargas, Capital RS, de Porto Alegre (RS)
  • Tiago Freitas, ATF FIDC, Porto Alegre (RS)

Diretoria e colaboradores da ABRAFESC

  • Hamilton de Brito Jr, presidente da ABRAFESC e do SINFAC-SP
  • Northon Menegon, diretor da ABRAFESC e sócio do FIDC Kreditare, com sede em Porto Alegre (RS)
  • Ari Célio, conselheiro fiscal da ABRAFESC
  • Doriana Bento, conselheira fiscal da ABRAFESC
  • Suzana Garbeloti, conselheira fiscal da ABRAFESC
  • Cristina Engels, gerente administrativa da ABRAFESC
  • Rafaela Pires, assessora de comunicação da ABRAFESC

 

Organização da Campanha:
ABRAFESC

Apoio: 
SINFAC-AM
SINDISFAC-MG
SINFAC-ES
SINFAC-SC
SINFAC-SP

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart