Pequenas empresas com consultoria não terão crise

Por Marco Antonio Granado

 

Todo pequeno empresário é um grande herói, gerindo seu negócio neste emaranhado de desafios e complexidades. Sendo ele quem recebe quase que à “queima roupa” todos os reflexos das instabilidades econômicas, financeiras, políticas e sociais, bem como reluta pela sua sobrevivência diária, para que não tenha que baixar suas portas e assumir o fracasso, é um solitário em sua navegação, enfrentando um mar muito turbulento, com altas ondas e maré alta.

 

Em sua grande maioria, os gestores das pequenas empresas possuem inúmeras virtudes empresariais, dentre elas a coragem, a visão empreendedora e o conhecimento de seu produto. Porém, essas virtudes não são suficientes para a certeza da prosperidade do empreendimento. Enxergamos neste empreendedor inúmeras limitações. As referentes aos controles administrativos e à dificuldade de gestão ocasionam descontrole financeiro, contábil e tributário, sendo este um dos grandes fatores do encerramento de suas atividades empresariais.

 

Porém, o gestor da pequena empresa, para evitar que seu negócio possa transcorrer de forma instável e trilhar caminhos que o possam levá-lo ao fracasso empresarial, deve inserir no planejamento e no fluxo de caixa a contratação de um consultor de sua confiança, com muita competência, que possa auxiliá-lo nas esferas financeiras, contábeis e tributárias, bem como participar de orientações sobre as decisões comerciais, produtos, investimentos e novos negócios, a fim de contribuir com visões e expertises adquiridas ao longo do tempo, ou seja, seu know-how.

 

Esta atitude de contratar um profissional qualificado, tem como objetivo principal evitar que a pequena empresa e seu gestor transitem por momentos difíceis e irreversíveis em seu empreendimento.

 

Uma consultoria profissional deverá, inicialmente, realizar uma análise e revisão minuciosa da realidade da empresa em todos os seus aspectos, dentre eles: financeiros, econômicos, contábeis e tributários, buscando entre as informações existentes todos os registros que possam trazer indícios de desequilíbrio, irregularidades, problemas, fraudes, desvios de conduta, má gestão, dentre outros, e, desta forma, fechar as torneiras que não deveriam estar abertas, buscando uma nova rota, ou seja, estudando e definindo opções possíveis e cabíveis de soluções, dentro da ética e legalidade.

 

Ao analisar as documentações e informações existentes e disponibilizadas, apresentará parecer claro, sustentado e real sobre a situação financeira, econômica, contábil e tributária, bem como irá analisar se as políticas definidas pela empresa, os procedimentos e os processos estão sendo cumpridos, independentemente de existência formal ou não.

 

Sendo evidente que todos os trabalhos realizados serão desenvolvidos com total imparcialidade, por se tratar de um terceiro, totalmente desvinculado dos vícios, das pessoas, das operações, das ações existentes nesta pequena empresa e de seus gestores. Sua autonomia profissional trará todos os resultados almejados e acordados no momento de sua contratação.

 

Sabemos que pequenas empresas têm como benefício nesta circunstância a menor gama de informações e operações, porém, requerem uma visão bem apurada do consultor, a fim de gerar aos gestores uma comunicação profissional, mas não rebuscada, transferindo com muita transparência habilidades e capacitações, de forma a trazer maior segurança aos gestores que estão no comando deste empreendimento.

 

Desenvolvendo as seguintes avaliações complementares:

a) análise dos gastos desnecessários;

b) planejamento tributário correto e condizente com o tamanho e operação existente.

 

Com certeza, todo gestor da pequena empresa tem em seu planejamento o objetivo de crescer e desenvolver seus negócios. Porém, identificar os erros e acertos, implantar o corte de gastos e a reestruturação dos tributos, bem como fazer suas correções e ajustes necessários, aumentam as chances do sucesso deste empreendimento. Tenha sempre um consultor de sua confiança, com certeza seu crescimento será sustentável, saudável e longo.

 

Marco Antonio Granado, empresário contábil, contador, palestrante e escritor de artigos empresariais. Atua como consultor empresarial nas áreas contábil, tributária, trabalhista e de gestão empresarial. Atua como docente na UNISESCON e no SINDCONT-SP. Atua como consultor contábil, tributário, trabalhista e previdenciário do SINFAC-SP e da ABRAFESC. É membro da 5ª Seção Regional do IBRACON. É bacharel em contabilidade e direito, com pós-graduação em direito tributário e processo tributário, mestre em contabilidade, controladoria e finanças.

 

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart