Plano de Cargos e Salários

Por Marco Antonio Granado

 

O plano de cargos e salários constitui na realização da construção das fases de crescimento profissional de cada um dos cargos existentes na empresa, em sua estrutura laboral.

Seu objetivo principal é determinar as etapas que o empregado irá percorrer dentro da empresa, os possíveis cargos a serem alcançados, a medida em que for evoluindo em seu labor, atendendo às estratégicas da empresa.

Sua concepção consiste no desenvolvimento de um documento formalizado, contendo a descrição minuciosamente detalhada de todos os cargos existentes na empresa, bem como, conter seus salários correspondentes.

Deverá obrigatoriamente conter os critérios que o empregado deverá cumprir para que possa evoluir de um cargo para outro, ou seja, as metas e competências necessárias a serem atingidas para que esta transposição de cargos aconteça.

O principal objetivo da construção de um plano de cargos e salários é a transparência para com os empregados em apresentar uma proposta de crescimento profissional.

 

Sua proposta dever estar consistida na evolução profissional de cada cargo, segregada em:

a) etapas;

b) metas tangíveis;

c) avaliações permanentes das competências profissionais.

 

Gerando desta forma, a cada um dos empregados, intensa motivação no desenvolvimento de seu labor, com eficiência, em razão de sua ampla visão de crescimento dentro da empresa.

A construção do plano de cargos e salários contempla:

a) reunir os líderes de cada departamento para mapear os cargos existentes;

b) descrever cada cargo;

c) definir os salários de cada cargo

d) compartilhar o plano de cargos e salários com todos;

e) documentar o plano de cargos e salários

 

O plano de cargos e salários apresenta uma quantidade enorme de benefícios:

a) alinhamento da expectativa dos empregados com a empresa;

b) conhecimento ao empregado quanto ao que deve atingir: suas competências a desenvolver, tempo a esperar;

c) traz ao empregado uma posição confortável e confiança ao desenvolver seu labor;

d) traz segurança a empresa e aos profissionais, e aos futuros profissionais  contratados, ao possuírem informações consistentes quanto os seus cargos e atribuições laborais;

e) evita riscos e aumenta as chances de atingir o sucesso na gestão de pessoas.

f) auxilia no recrutamento e seleção;

g) organização financeira da empresa;

h) estabelecimento de um senso de justiça na empresa;

i) aumento da produtividade dos colaboradores;

j) estabelece critérios de promoção;

k) solidifica a cultura organizacional baseada em certas competências e meritocracia.

 

O plano de cargos e salários também é um plano estratégico para a empresa.

O desenvolvimento e implementação do plano de cargos e salários a ser construído independe do tamanho da empresa, ou seja, “é um sapato que serve no pé” de qualquer tamanho, estrutura ou segmento de empresa.

Traz enorme segurança para a empresa e seus empregados, tornando a gestão de pessoas mais transparente e fácil de ser conduzida.

Sabemos que o plano de cargos e salários “não deve ser escrito em pedra”, devendo ser revisitados periodicamente para nele serem aplicadas melhorias e ajustes pertinentes à evolução da empresa e seu planejamento estratégico.

 

Marco Antonio Granado, empresário contábil, contador, palestrante e escritor de artigos empresariais. Atua como consultor empresarial nas áreas contábil, tributária, trabalhista e de gestão empresarial. Atua como docente na UNISESCON e no SINDCONT-SP. Atua como consultor contábil, tributário, trabalhista e previdenciário do SINFAC-SP e da ABRAFESC. É membro da 5ª Seção Regional do IBRACON. É bacharel em contabilidade e direito, com pós-graduação em direito tributário e processo tributário, mestre em contabilidade, controladoria e finanças.

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart